Com apoio da Conexsus, governo da BA forma primeira turma de jovens lideranças da agricultura familiar

Voltar para Histórias de Impacto

Aconteceu na última terça-feira (7), em uma sessão virtual, a formatura da primeira turma do Lidera BP – Formação e Desenvolvimento de Jovens Líderes do Projeto Bahia Produtiva, um programa de capacitação realizado pelo governo do Estado, por meio da Companhia de Ação e Desenvolvimento Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A iniciativa teve apoio do Sebrae Bahia e da Conexsus.

A capacitação se propõe a transformar ideias em oportunidades, direcionar e capacitar jovens líderes das organizações da agricultura familiar, para estarem aptos a gerenciar, criar valor econômico e potencializar o ciclo de vida sustentável e perpétuo dos negócios cooperativos.

Composta por 31 jovens, entre 16 e 30 anos, de 25 municípios baianos, a turma conta com representantes de comunidades relacionadas a cooperativas e associações atendidas pelo projeto Bahia Produtiva, incluindo comunidades quilombolas e povos indígenas.

Foram quatro meses de formação, conduzida pela equipe da CAR e fortalecida por profissionais do cooperativismo e do associativismo socioambiental. A turma debateu gestão financeira, gestão social, empreendedorismo, vendas e diversos assuntos fundamentais para a sustentabilidade de um negócio comunitário de impacto socioambiental. Nos módulos de Cooperativismo e Tributação de Cooperativas, José Miguel Pretto e Gustavo Schutz representaram a Conexsus como instrutores de conteúdo.

Ainda no âmbito da parceria com o projeto, a equipe da Conect@ – Comunidade Virtual de Aprendizagem Conexsus – articulou a participação de seis jovens profissionais do cooperativismo e do associativismo, da rede da Conexsus, para falar em sessões de casos reais.

Na primeira sessão, Jacqueline Aubel (Vincula Aurora) e Douglas Alvaristo (CPC-ES) falaram sobre cooperativismo. Em seguida, Bráulio Venturim (Cacau Way) e Damião Ferreira (Unicafes – RN) partilharam suas realidades de trabalho em gestão financeira, marketing e vendas. E na última sessão de casos, Jacqueline Marcelo (Unicafes – RO) e Kimberly Silva (Comaru) abordaram liderança e empreendedorismo.

O ponto alto da cerimônia foi a palestra da empreendedora social e líder comunitária Luciana Balbino, de Chã do Jardim, na Paraíba. A convidada contou sua experiência com a ADESCO – Associação para o Desenvolvimento Sustentável da Comunidade de Chã do Jardim – que emprega diretamente em torno de 50 pessoas e beneficia mais de 200 famílias. Luciana e a comunidade de Chã de Jardim trabalham com artesanato, turismo criativo, produção de polpa de frutas e refeições com ingredientes locais, em um restaurante da associação.

Na ocasião, o jovem Lucas Ataíde, de 26 anos, foi escolhido pelo grupo para ser o orador da turma. Em palavras sensibilizadas, Lucas falou dos desafios e das potencialidades envolvidas no trabalho de jovens profissionais em cooperativas e associações rurais e florestais.

“Depois de ouvir a fala da Luciana, fico emocionado. O que ela traz se assemelha ao que vivo neste momento. Fiz uma reunião com uma associada da organização onde eu já atuo e chegamos à conclusão de que precisávamos agregar um diferencial aos produtos dela. Esta semana, nós demos o primeiro passo junto com ela: tivemos uma reunião com o Sebrae Bahia. Estou muito feliz. Aprender, ouvir, trabalhar e agradecer, como eu faço agora, tudo isso é coisa de líder”, afirma Ataíde.

Com o diploma em mãos, cada integrante da turma passará agora pelo estágio em cooperativas locais, com duração de 30 dias. A etapa é facultativa e tem o objetivo de criar oportunidades de aplicação prática de conhecimentos e novas oportunidades de trabalho para os jovens.