Conexsus

Conexsus discute negócios comunitários sustentáveis e a conservação da biodiversidade

Apresentar experiências do universo dos empreendimentos comunitários e suas contribuições para a conservação estão entre os objetivos da roda de conversa que a Conexsus realiza no Festival Social Good Brasil

Faz parte da conservação da biodiversidade o uso sustentável do meio ambiente, com alternativas que envolvem o compartilhamento e utilização racional dos chamados recursos naturais e o respeito não só às características do ecossistema, como também aos aspectos sociais envolvidos.

Dialogar sobre a contribuição de negócios comunitários sustentáveis na conservação da biodiversidade é o objetivo da roda de conversa mediada pela diretora de operações da Conexsus, Carina Pimenta. Com participação da Fundação Certi e da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, a roda faz parte da programação do Festival Social Good Brasil  e será realizada no dia 1º de setembro, às 11h, em Florianópolis (SC).

O festival reúne a comunidade da SGB, parceiros e referências nacionais e internacionais em tecnologia, sem esquecer do aspecto humano. O objetivo é trocar conhecimento, experimentação e inspiração sobre inteligência artificial, robótica e ciência de dados e como elas podem se conectar e aumentar o potencial das pessoas. Dentro dessa perspectiva, o propósito da roda de conversa é apresentar experiências do universo de empreendimentos comunitários e arranjos produtivos ligados às cadeias da sociobiodiversidade, bem como evidenciar a contribuições de ações relacionadas para a conservação da biodiversidade.

Para fomentar a discussão, serão apresentados resultados da primeira etapa do Desafio Conexsus. “Uma das bases dessa iniciativa é o trabalho em prol do desenvolvimento em rede de organizações socioprodutivas ligadas às cadeias de produção agroflorestal e extrativismo sustentáveis, relacionadas a produtos que geram impacto positivo para a conservação do meio ambiente e de comunidades tradicionais”, explica Pimenta.

Serão apresentados resultados do Mapa e do Panorama de Negócios Comunitários Sustentáveis, levantamento inédito de dados sobre empreendimentos de base comunitária relacionados à produção sustentável, disponível em uma plataforma online e aberta à consulta pública no site do Desafio Conexsus. Quem são, onde estão, o que e como produzem são algumas das informações que a Conexsus traz ao público, com o objetivo de estimular novas formas de atuar dentro do ecossistema de negócios sustentáveis – formado por entidades da sociedade civil organizada, empresas que investem em sustentabilidade, academia, organizações governamentais, entre outros.

A conversa terá também a presença da Fundação Certi para falar sobre a experiência e os resultados do projeto Araucária+, iniciativa de valorização econômica da Floresta com Araucárias, que fomenta novos negócios para promover a conservação. Idealizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e pela Fundação Certi, o projeto promove a conservação da Floresta com Araucárias por meio da inclusão socioeconômica de proprietários de áreas naturais em cadeias produtivas inovadoras, tendo como base espécies nativas não madeireiras dessa floresta, como a erva-mate (Ilex paraguariensis) e o pinhão, que é a semente da araucária (Araucaria angustifolia).

Foto: Zig Koch/ Projeto Araucária+

Sobre a mediadora

Carina Pimenta é diretora da Conexsus – Instituto Conexões Sustentáveis, organização que se propõe a fortalecer o ecossistema de promoção de negócios sustentáveis e acelerar a transição para economia de baixo carbono em países estratégicos da agenda climática global, como o Brasil.

Pimenta é administradora de empresas, com mestrado em Desenvolvimento Social. Atuou por 5 anos na consultoria de estratégia corporativa da Roland Berger e depois na Ashoka, onde foi líder da parceria Ashoka-Mckinsey. Atuou com empreendedorismo social, estratégias de ganho de escala e construção de parcerias entre sociedade civil e setor privado. À frente do Fundo Vale, atuou em parceria com organizações socioambientais na implementação da agenda de mudanças climáticas na Amazônia Em 2015, fundou a Hellas Desenvolvimento Sustentável, onde desenvolve projetos junto a organizações sociais, institutos e fundações. Nestes mais de 15 anos de atuação profissional, especializou-se em temas de desenvolvimento sustentável global, incluindo economia verde, empreendedorismo social e a agenda socioambiental.

Social Good Brasil

Organização de tecnologia focada em transformação social, a Social Good Brasil atua desde 2012 com fundações, empresas, empreendedores, mentores e inovadores sociais. Além de agregar 34 lideranças conectadas a inovação social, que beneficiaram mais de 1,2 mil pessoas diretamente, mais de 130 mentores e cerca de 500 empreendedores sociais, o Social Good Brasil realiza programas de desenvolvimento humano e tecnologias exponenciais.

SERVIÇO

Festival Social Good Brasil
31 de agosto e 1º de setembro

Roda de conversa “A contribuição dos negócios comunitários sustentáveis para a conservação da biodiversidade”
1º de setembro, às 11h

Local: Centro de Inovação Acate – Rodovia SC 401, km 4, Saco Grande – Florianópolis (SC)
Inscrições: Para participar é preciso fazer pré-inscrição no site do evento. A inscrição é confirmada mediante a doação mínima de R$1. As atividades estão sujeitas a lotação.
Mais informações: https://socialgoodbrasil.org.br/festival

www.conexsus.org
contato@conexsus.org
+55 91 3038-8821 / +55 41 99588-9818

Rua Ângelo Custódio, 728
Belém-PA / Brasil / 66020-710

Email cadastrado com sucesso!