Conexsus

Conexsus lança Desafio no Dia da Biodiversidade

Iniciativa vai mapear e desenvolver organizações de base comunitária em todo o Brasil, com foco na sustentabilidade

Com o desafio de desenvolver empreendimentos comunitários mais estruturados e rentáveis, com cadeias produtivas justas e sustentáveis, a Conexsus – Instituto Conexões Sustentáveis lança o Desafio Conexsus 2018. A partir da próxima terça-feira (22), estará aberto o cadastro para participar da iniciativa em todo o Brasil. O lançamento será realizado no Dia Internacional da Biodiversidade, com um evento em São Paulo (SP), com a participação de empresas, produtores e representantes de organizações de todos os biomas brasileiros.

O Desafio tem como objetivo desenvolver, no período de um ano, soluções para ampliar o acesso a mercados, a crédito e a outros instrumentos financeiros adequados a este perfil de negócios. “Queremos ativar e fortalecer os ecossistemas de promoção de negócios sustentáveis com a combinação de recursos de fomento e financiamento em novos arranjos produtivos. Com isso esperamos contribuir para a transição para uma economia de baixo carbono e para o fortalecimento da resiliência territorial. Por isso decidimos lançar o Desafio no Dia da Biodiversidade”, diz a diretora de operações da Conexsus, Carina Pimenta.

O perfil procurado é de organizações e negócios comunitários que atuam em cadeias da alimentação saudável e sustentável, cadeias agroflorestais sustentáveis, cadeias da sociobiodiversidade, do extrativismo e da pesca artesanal sustentável – com busca mais ativa na Amazônia e nas áreas protegidas de uso sustentável.

A primeira etapa será o mapeamento destes negócios em todo o Brasil, a partir de um cadastro online e da mobilização de organizações parceiras. A meta é atingir cerca de 2 mil participantes até julho, com a coleta de informações sobre quem são as organizações, onde estão localizadas e o que produzem. Os dados ficarão disponíveis para consulta pública em uma plataforma online, no site do Desafio.

Segundo a diretora, o objetivo é construir um panorama sobre este tipo de negócio no Brasil. “Vamos também coletar informações para conhecer melhor os empreendimentos e avaliar características como a maturidade organizacional, o potencial de crescimento econômico e a contribuição para a resiliência do território. Queremos envolver ao menos 300 participantes em oficinas regionais sobre modelagem de negócios sustentáveis e em visitas técnicas”, detalha.

Soluções

As organizações com perfis semelhantes serão agrupadas para participar de soluções customizadas, desenvolvidas pela Conexsus e seus parceiros – que são organizações de apoio, agentes do mercado, financiadores e investidores. Inicialmente 70 empreendimentos deverão ser impulsionados para que superem os principais gargalos que enfrentam hoje.

Dentre as soluções, estão previstas uma Jornada de Aceleração de seis meses, para estruturar modelos de crescimento e escala para 20 negócios; Oficinas de Modelagem de Negócios Sustentáveis, para 30 negócios menores obterem posicionamento mais estratégico nas cadeias produtivas; Laboratório de Soluções de Acesso ao Mercado, um ciclo de trabalho para compor novos arranjos de comercialização, e Laboratório de Crédito e Soluções Financeiras, um processo para desenvolver protótipos financeiros adequados à realidade dos empreendimentos, com a aproximação de agentes financeiros.

Exemplos

Um exemplo de negócio com o perfil que a Conexsus busca para o Desafio é o Projeto Reca (Reflorestamento Econômico Consorciado Adensado), no distrito rural de Nova Califórnia, em Porto Velho (RO). Pequenos produtores associados cultivam frutos amazônicos em sistemas agroflorestais (SAFs) e realizam também o beneficiamento dos produtos, com apoio do Projeto Carbono, que visa reduzir o desmatamento na região. A combinação do manejo florestal sustentável e do extrativismo resulta em um negócio com responsabilidade social e ambiental.

A Central do Cerrado é outro caso relevante, que reúne cooperativas sem fins lucrativos de sete estados brasileiros (MA, TO, PA, MG, MS, MT e GO) – formadas por 35 organizações comunitárias, que unem atividades produtivas e o uso sustentável da biodiversidade do Cerrado. A central funciona como uma ponte entre produtores comunitários e consumidores, com o fornecimento de produtos para restaurantes, empórios e pequenos mercados, além de atender a eventos e realizar vendas pela internet.

Novas conexões

A Conexsus visa acelerar a transição para a economia de baixo carbono e fortalecer a resiliência territorial com o desenvolvimento de negócios sustentáveis no Brasil e em países prioritários da agenda climática global. Segundo o diretor executivo da organização, Valmir Ortega, o foco da atuação é no desenvolvimento de um sistema de financiamento híbrido, voltado à promoção de novos modelos de negócios e cadeias produtivas sustentáveis, baseados em comunidades e no engajamento no engajamento da sociedade civil, setor privado, academia e governos.

“A Conexsus é resultado de um debate sobre os limites do investimento filantrópico puro, sobre como combiná-lo com investimento reembolsável e com quais mecanismos e ferramentas podemos fazer isso”, diz. Para o diretor, as organizações voltadas ao desenvolvimento socioambiental, que atuam junto aos negócios comunitários sustentáveis, encontram dificuldades de acesso a estes recursos.

“São barreiras que resultam, muitas vezes, em resultados reduzidos e atividades descontinuadas. De outro lado, o mundo dos investimentos e dos negócios de impacto usa uma linguagem própria e formas de atuação que, por vezes, dificultam o entendimento e uma maior aproximação entre estes dois universos”. Neste contexto, a Conexsus propõe conectar as duas pontas. “Embora exista um conjunto de atores relevante para desenvolver o ecossistema de negócios sustentáveis no Brasil, ainda falta aqueles que se dediquem prioritariamente à função de articular e intermediar estes novos arranjos”, conclui.

São parceiros estratégicos do Desfio: Good Energies Foundation, Instituto Grupo Pão de Açúcar, IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas e Moore Foundation, Fundo Amazônia, Fundo Vale, Fundação Certi e GIZ – Cooperação Alemã para o desenvolvimento sustentável.

Mais informações: www.desafioconexsus.org

www.conexsus.org
contato@conexsus.org
+55 (91) 3038-8821 / +55 (41) 99588-9818 / +55 (21) 3546-5432

Av. Romulo Maiorana, 2093
Belém-PA / Brasil / 66093-605