Conexsus

Desafio Conexsus e organizações baseadas na economia solidária discutem circuitos de comercialização

Reunião em São Paulo é fruto de articulação realizada durante a oficina do Desasfio Conexsus no Sul do Brasil

Comercialização foi o assunto principal de reunião no Instituto Chão.

Na última sexta-feira (19), estiveram reunidos integrantes da Conexsus e dos circuitos de comercialização da Rede Ecovida e Instituto Chão. O encontro é um desdobramento da Oficina de Negócios Comunitários Sustentáveis do Desafio Conexsus realizada em Chapecó (SC), em setembro . Integrantes da Rede Ecovida – sistema solidário catarinense de certificação de produção orgânica com envolvimento de produtores e consumidores – participaram da oficina no Sul do país e também foram responsáveis por uma fala inspiradora sobre comercialização para os demais presentes.

Tanto a Rede Ecovida quanto o Instituto Chão, organização de São Paulo baseada nos conceitos de economia solidária e comércio justo, compartilharam suas experiências comerciais durante o encontro. O evento foi realizado no próprio Instituto Chão, a fim de aprofundar o conhecimento entre os participantes sobre Circuitos de Comercialização com o Desafio Conexsus. “A ideia foi pensar em formas de trabalhar conjuntamente entre as partes envolvidas, fortalecer a integração e pensar como podemos desenvolver de forma prática, a partir da realidade de cada organização”, explica um dos representantes da Conexsus, Paulo Guilherme Cabral.

O membro do circuito de comercialização da Rede Ecovida, Marcelo Silveira Carraro, conta que o trabalho de seu grupo é pensar e organizar a comercialização, que pensar no sistema coletivo e não especificamente nas questões de cada cooperativa faz parte das atividades e que a reunião ajuda no desenvolvimento dessa meta. “Os participantes da reunião compreenderam bem o nosso objetivo e angústia nesse sentido. Temos que evoluir no intuito de concretizar circuitos alternativos de comercialização”, explica.

Instituto Chão trabalha baseado nos conceitos da economia solidária e do comércio justo.

Os Circuitos de Comercialização surgiram em 2006, a partir da iniciativa de quarto organizações agroecológicas da região Sul que participam da Rede Ecovida, com o objetivo apoiar a circulação dos produtos entre as estações que compõem as rotas de comercialização. Atualmente, as organizações que participam do Circuito comercializam cerca de 150 toneladas de alimentos por semana.

Já o Instituto Chão é uma associação que surgiu em 2015 na Vila Madalena como um grupo de consumo aberto. A variedade de produtos ofertados abrange diferentes regiões brasileiras, com hortifrutigranjeiros, castanhas, doces, mel, café, entre outros. Os preços cobrados partem dos valores pagos pelos consumidores e um percentual de doação é sugerido para cobrir os custos do funcionamento da associação. Tudo que é vendido ou servido é repassado ao consumidor diretamente pelo preço de compra e os custos do Chão estão expostos no local.

Para o integrante do Chão, Fábio Mendes, que participou da reunião, ela foi produtiva para “Tentar se juntar e fortalecer essa rede de parceiros e até fornecedores”. Ele também fala sobre um novo projeto do Instituto com o objetivo de colocar o pequeno produtor da periferia para comercializar com preços tradicionais.

No âmbito do Desafio Conexsus, a proposta é apoiar essas iniciativas. “A discussão faz parte de um processo de desenvolvimento de laboratórios de comercialização que possam contribuir para o aperfeiçoamento dessas iniciativas e contribuir com outras organizações que também enfrentam o desafio da comercialização de seus produtos”, explica a diretora de operações da Conexsus, Carina Pimenta, que também participou da reunião.

Encontro reuniu representantes da Conexsus, Rede Ecovida e Instituto Chão.

Galeria de fotos

www.conexsus.org
contato@conexsus.org
+55 91 3038-8821

Rua Ângelo Custódio, 728
Belém-PA / Brasil / 66020-710

Email cadastrado com sucesso!