Conexsus

Desafio Conexsus se prepara para novo ciclo em 2019

Após concluir etapas de mapeamento, oficinas regionais, entrevistas e visitas de campo, Conexsus realiza reunião com parceiros com foco na construção conjunta de soluções

Após um ano intenso de atividades, o Desafio Conexsus se prepara para iniciar em 2019 o Ciclo de Desenvolvimento de Negócios Comunitários Sustentáveis. Desde o lançamento do projeto, realizado em maio de 2018, foram coletadas diversas informações sobre organizações comunitárias, como cooperativas e associações de produtores, que atuam em cadeias produtivas rurais e contribuem para a preservação da sociobiodiversidade e para o desenvolvimento socioeconômico de suas comunidades – os chamados negócios comunitários sustentáveis.

O Desafio iniciou com o mapeamento dessas organizações, realizado a partir de um formulário online, com a mobilização e contribuição de diversos parceiros. “O objetivo foi criar uma base de dados e também formar uma espécie de portfólio de potencial investimento no desenvolvimento desses negócios – que poderiam gerar impacto social e ambiental mais significativo estivessem melhor organizados”, detalha o diretor-executivo da Conexsus, Valmir Ortega.

O mapeamento permanece aberto e, no início de dezembro, será lançada uma nova versão da plataforma online, que exibirá as informações declaradas pelas organizações comunitárias, análises dos dados coletados e um panorama socioeconômico, com a possibilidade de filtros personalizados e download das informações. O acesso é por meio do endereço www.desafioconexsus.org – onde também será possível encontrar informações sobre oportunidades, a rede do Desafio e o ecossistema de negócios comunitários sustentáveis.

Oficinas regionais, entrevistas e visitas técnicas

Entre os meses de julho e outubro, o Desafio realizou 13 oficinas em todo o país – sete delas na região amazônica – com a participação de 260 representantes de cooperativas, associações e outras organizações ligadas à agricultura familiar, agroecologia, agrofloresta e aos povos e comunidades tradicionais. Mais de 60 parceiros do Desafio Conexsus e outros apoiadores das organizações estiveram presentes, além de outros 30 apoiadores.

Os objetivos das oficinas foram conhecer melhor os negócios comunitários sustentáveis e identificar a que capacidade de desenvolvimento têm, segundo a diretora de operações da Conexsus, Carina Pimenta. “Também buscamos aprofundar conceitos e modelos de desenvolvimento sustentável, negócios comunitários sustentáveis e as dimensões dos desafios: modelagem de negócio, estratégias de comercialização e arranjos de finanças sociais, com foco em promover trocas e conexões entre as organizações, além de oportunidades de negócios”, detalha.

As oficinas privilegiaram os espaços de troca de experiências e aprendizagem entre os participantes, além da apresentação de exemplos e casos reais, bem como e contribuições de especialistas, organizações não governamentais, universidades, governo e outras organizações que atuam no desenvolvimento socioambiental. “Algumas organizações já têm décadas de experiência, outras são mais recentes. A oficina mostrou o quanto elas podem aprender umas com as outras e como a discussão sobre os desafios da sustentabilidade pode promover o crescimento conjunto”, avalia a coordenadora do Desafio Conexsus, Monika Röper.

A etapa seguinte às oficinas é uma análise mais detalhada dos negócios comunitários sustentáveis, a partir de entrevistas e visitas de campo, que iniciaram em outubro e terminaram no final de novembro. A etapa foi guiada por uma metodologia desenvolvida pela Conexsus, em parceria com a Semente Negócios, que avalia as características de organizações comunitárias com relação à maturidade organizacional, ao potencial de negócio e à contribuição socioambiental.

“Os aprendizados e conhecimentos acumulados ao longo destas etapas são fundamentais para avançar no foco do Desafio, de desenvolver mecanismos de apoio e novas soluções, em rede e junto a parceiros, que sejam adequadas para os negócios comunitários sustentáveis”, completa Valmir.

Confira como foi cada uma das oficinas no site do Desafio Conexsus

Ciclo de Desenvolvimento

Ao longo de 2019 será organizada uma sequência de iniciativas de construção conjunta de soluções para 70 organizações participantes. É a etapa denominada Ciclo de Desenvolvimento de Negócios Comunitários Sustentáveis, que prevê oficinas de modelagem de negócios, uma jornada de aceleração e laboratórios de finanças e de comercialização.

A proposta inicial do Ciclo de Desenvolvimento de Negócios Comunitários Sustentáveis prevê:

  • Oficinas de modelagem de negócios: workshops presenciais com foco no desenho de modelos de negócios para associações e cooperativas, incluindo também seções remotas de assessoria técnica, para que possam ter um posicionamento mais estratégico nas cadeias produtivas em que estão inseridos.

  • Jornada de aceleração: com oficinas presenciais, seminários e consultora à distância, com o objetivo de aplicar conhecimentos em gestão, comercialização e acesso a recursos financeiros às atividades das organizações participantes.

  • Laboratório de finanças: laboratório para elaborar e desenvolver protótipos financeiros adequados à realidade dos empreendimentos participantes, com a aproximação de agentes financeiros que possuem linhas de crédito e financiamento especiais, que poderão compor novos instrumentos, adequados à realidade dos empreendimentos.

  • Laboratório de comercialização: laboratório que busca compor novos arranjos de comercialização entre negócios comunitários, potenciais fornecedores, empresas e compradores. Deverá ter a promoção de encontros presenciais e/ou virtuais.

Acompanhe notícias e mais informações no site do Desafio Conexsus: www.desafioconexsus.org

www.conexsus.org
contato@conexsus.org
+55 91 3038-8821 / +55 41 99588-9818

Rua Ângelo Custódio, 728
Belém-PA / Brasil / 66020-710

Email cadastrado com sucesso!