Saiba tudo sobre o açaí, o superalimento amazônico

Voltar para Histórias de Impacto

Fruto típico de uma palmeira amazônica – que pode atingir mais de 20 metros de altura, o açaí é um combo de nutrição e sabor. Fonte rica de carboidratos, gorduras boas, vitaminas, minerais e antioxidantes é também a principal fonte de renda familiar para populações de toda a região.

Com cor escura, que vai do roxo ao preto, o fruto arredondado nasce em cachos (cada palmeira costuma ter cerca de quatro cachos por ano, e cada um deles pode produzir uma quantidade aproximada de três a seis quilos do fruto) e, na maioria das vezes, em locais com solos mais úmidos ou alagados.

A safra do açaí varia de acordo com a região. No Pará, principal produtor, o período de safra do açaí vai de agosto a novembro. No estuário amazônico o pico da safra ocorre no período de julho/agosto. Já no Amazonas, o período de maior produção estende-se de novembro a maio, e no Acre, há referências de produção durante o ano todo. No Amapá e Maranhão, a safra ocorre durante o primeiro semestre, no período de chuva.

A origem do nome

Seu nome vem de uma palavra do tupi que significa “fruta que chora”. Segundo a lenda, antes de os navios portugueses chegarem ao Brasil, um numeroso grupo Tupi vivia na região onde hoje fica a cidade de Belém, no Estado do Pará. Mas, conforme a população aumentava, havia cada vez menos comida à disposição.

Ao ver seu povo passar fome, Itaki, o chefe do grupo, ordenou que toda criança recém-nascida fosse sacrificada para manter a população sob controle até que uma fonte mais abundante de comida fosse encontrada. Ele não abriu qualquer exceção a essa ordem, mesmo quando sua própria filha Iaçã ficou grávida e deu à luz uma menina.

A jovem mãe chorou por dias após perder a filha e rezou para que o deus Tupã mostrasse outro caminho para salvar o grupo da fome e do sofrimento. Certa noite, Iaçã ouviu o choro de uma criança e, ao entrar no mato, viu sua filha sentada ao pé de uma palmeira. Ela estendeu os braços e correu em direção à criança, mas o bebê instantaneamente desapareceu no abraço. Inconsolável, Iaçã caiu sobre a palmeira chorando de coração partido.

No nascer do sol, seu corpo foi encontrado abraçado ao tronco da palmeira, mas seu rosto agora parecia sereno. Os olhos negros de Iaçã estavam voltados para o topo da árvore, onde foram vistos frutos pequenos e escuros. Os homens da comunidade colheram as frutas, liberando seu suco grosso e nutritivo entre os dedos. Itaki percebeu que foi uma benção de Tupã e batizou a fruta em homenagem a sua filha (só que com as letras ao contrário). A ordem de sacrificar bebês foi encerrada, e o grupo nunca mais passou fome.

De fato, do açaizeiro se aproveita de tudo, desde o fruto, passando pelas folhas, raízes, palmito e até o tronco, o que garantiu a ele a posição de um dos mais importantes produtos do extrativismo nacional e um dos principais responsáveis por dar visibilidade à biodiversidade da floresta amazônica.

O açaí é consumido de variadíssimas formas, em receitas doces ou salgadas, e até como acompanhamento de pratos de peixe e carne, tudo dependendo de qual região do país vocês esteja. O seu consumo, pode trazer benefícios diversos, veja alguns deles logo abaixo.

Benefícios do açaí

1. Prevenir o envelhecimento precoce, devido às suas propriedades antioxidantes e vitamina E, que são capazes de proteger as células do corpo do dano causado pelos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce. Além disso, ajuda a manter a saúde do cabelo e da pele, prevenindo a formação de rugas;

2. Fortalecer o sistema imune, por ser rico em vitamina C, vitamina E, ômega-9 e anticitocinas, o açaí consegue melhorar o sistema imunológico, aumentando as células de defesa do corpo e melhorando o processo de cicatrização;

3. Melhorar a saúde do coração, por causa do efeito antioxidante e anti-inflamatório, e por ser rico em gorduras monoinsaturadas como o ômega-9, o açaí ajuda a equilibrar os níveis de colesterol circulantes, prevenindo a aterosclerose, por exemplo, além de evitar a formação de coágulos e promover o relaxamento dos vasos, melhorando a circulação e a pressão arterial. No entanto, neste aspecto são necessários mais estudos científicos que comprovem este benefício, já que os resultados não são tão conclusivos;

4. Melhorar o funcionamento do intestino, por ser um fruto rico em fibras. O consumo do açaí promove um aumento do volume das fezes e estimula o intestino, sendo excelente para pessoas que sofrem de constipação, conhecida como prisão de ventre.

Açaí na tigela ou suco de açaí. Frutas e granola de acompanhamento, ou até mesmo um peixinho. Não importa como você consome o seu açaí, ele entrou de vez para o gosto do mundo todo e veio para ficar.