Combate à Covid-19: Conexsus divulga os números da linha de crédito emergencial

Voltar para Histórias de Impacto

Demanda total por financiamento alcançou o valor aproximado de R$ 19 milhões

Em abril, a Conexsus perguntou a cooperativas e associações da agricultura familiar e do extrativismo sustentáveis quais eram seus principais desafios no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Levantamento com 131 negócios de base comunitária mostrou que um dos maiores obstáculos era garantir reserva de capital para manter suas operações em funcionamento.

As entrevistas serviram como base para a estruturação do Plano de Resposta Socioambiental à Covid-19, e ajudaram a desenvolver sua primeira iniciativa, o lançamento de uma Linha de Crédito Emergencial pensada para o contexto de pequenos produtores e extrativistas, como forma de contribuir para a sustentabilidade desses negócios em meio à crise.

Ao todo, 226 organizações de todo o Brasil se inscreveram – entre maio e agosto – na chamada de projetos aberta pelo Fundo Socioambiental Conexsus. Desse total, 37% (84) estavam situadas na região da Amazônia Legal. A demanda total por crédito alcançou o valor aproximado de R$ 19 milhões, mais que o dobro dos R$ 8,8 milhões disponíveis para financiamento.

De todas as organizações inscritas, 178 (78%) foram consideradas aptas, pelo Comitê de Investimento do Fundo, a acessar o financiamento – das quais 125 enviaram o projeto de crédito. “São cooperativas e associações formais com modelo de produção sustentável, ou em transição, em diversos biomas”, afirma Cecília Simões, da Conexsus.

Até o fim de dezembro, 82 organizações tiveram seus projetos aprovados, somando R$ 6,4 milhões em financiamentos concedidos (média de cerca de R$ 78 mil por organização). Quase um terço delas (24), estão localizadas na Amazônia Legal, e receberam juntas pouco mais de R$ 2,3 milhões em empréstimos. A previsão é que todas as concessões sejam feitas até o fim do primeiro trimestre de 2021.

Os empréstimos realizados até o momento já beneficiam mais de 10,5 mil produtores familiares em aproximadamente 32,6 mil hectares. As principais cadeias beneficiadas pela linha são as do açaí, castanha, cacau, hortifrúti e polpas de frutas.

Para além do crédito: assessoria administrativo-financeira

Cada financiamento da linha é um pacote integrado de acesso a crédito e assessoria administrativo-financeira, com a possibilidade de oferta de benefícios complementares, oportunizando condições para acesso ao crédito rural por meio do Pronaf e novos canais de comercialização.

Como resultado, espera-se criar uma cultura de gestão econômica do negócio comunitário que possibilite reorganizar sua estrutura produtiva e, principalmente, diversificar sua estratégia comercial, trazendo mais perenidade às organizações e melhores resultados em geração de renda para seus associados.

“Boas práticas de gestão são fundamentais para que as organizações alcancem o seu potencial. Quanto mais fortalecidas institucionalmente, mais capazes são de se recuperar com mais facilidade de crises como a provocada pelo COVID-19”, afirma Pedro Frizo, da Conexsus.

Plano de Resposta Socioambiental à Covid-19

O Plano de Resposta Socioambiental à Covid-19 é um programa da Conexsus, em parceria com a UNICAFES (União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), o CNS (Conselho Nacional das Populações Extrativistas) e o Fundo Vale, em benefício de pequenos produtores e extrativistas.

A iniciativa conta também com o apoio da rede de supermercados Pão de Açúcar, por meio do Instituto GPA, da Fundação Arymax, Fundação Good Energies, CLUA, Instituto Humanize, B3 e USAID.